TRANSLATE THIS HOMEPAGE TO YOUR LANGUAGE

Programa dos dias 31 de julho e 03 de agosto de 2011

OUÇA NOVAMENTE O ÁUDIO DO PROGRAMA, CLIQUE NO PLAY ("setinha") DA FIGURA ABAIXO


OU PARA BAIXAR O ARQUIVO DE ÁUDIO DESSE PROGRAMA, CLIQUE A Q U I 

# “À primeira questão – o Espiritismo é uma religião? – respondem os espíritas: Não; o Espiritismo não é uma religião, nem pretende ser uma religião”.
KARDEC, Allan: “Carta do Sr. Dombre a um Pregador.” A Revista Espírita. Jornal de Estudos Psicológicos. Ano V, Setembro de 1862. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. 3. Ed. Rio de Janeiro: FEB, 2006. p. 362.
# “Quereis, a todo custo, promover o Espiritismo à categoria de uma religião! Notai que ele jamais teve essa pretensão. [...]
[...]De tanto gritarem que é uma religião, as pessoas acabarão por crer”.
KARDEC, Allan: “Dissertações Espíritas – Os mártires do Espiritismo”. A Revista Espírita. Jornal de Estudos Psicológicos. Ano V, abril de 1862. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. 3. Ed. Rio de Janeiro: FEB, 2006. p. 175.
# "Mais bem observado depois que se vulgarizou, o Espiritismo vem derramar luz sobre grande número de questões, até hoje insolúveis ou mal compreendidas. Seu verdadeiro caráter é, pois, o de uma ciência e não de uma religião".
Kardec, Allan. O Que é o Espiritismo. Capítulo I, Terceira conversação: O Padre. Tradução Albertina Escudeiro Sêco. 3. Ed. Rio de Janeiro: CELD, 2010. p. 112.
# "Eis por que, sem ser uma religião, o Espiritismo se prende essencialmente às idéias religiosas, desenvolve-as naqueles que não as possuem, fortifica-as nos que as têm incertas".
Kardec, Allan. O Que é o Espiritismo. Capítulo I, Terceira conversação: O Padre. Tradução Albertina Escudeiro Sêco. 3. Ed. Rio de Janeiro: CELD, 2010. p. 133.
# “O Espiritismo é uma Ciência ou, melhor dizendo, uma Filosofia espiritualista, que ensina a moral. “Não é uma Religião, pois não tem dogmas, nem culto, nem sacerdotes, nem artigos de fé; é mais que uma filosofia, porque sua doutrina é estabelecida sobre a prova certa da imortalidade da alma”.
KARDEC, Allan: “O Espiritismo Segundo os Espíritas”. A Revista Espírita. Jornal de Estudos Psicológicos. Ano IX, Fevereiro de 1866. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. 2. Ed. Rio de Janeiro: FEB, 2005. p. 56-7.
# “Não é uma seita política, como não se trata de uma seita religiosa; é a constatação de um fato que não pertence mais a um partido do que a eletricidade e as estradas de ferro; é, insisto, uma doutrina moral, e a moral está em todas as religiões, em todos os partidos”.
KARDEC, Allan: “Discurso do Sr. Allan Kardec”. A Revista Espírita. Jornal de Estudos Psicológicos. Ano IV, Outubro de 1861. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. 2. Ed. Rio de Janeiro: FEB, 2004. p. 437.
# “O Espiritismo, portanto, longe de ser o antagonista da religião, é o seu auxiliar; e a prova é que conduz às idéias religiosas os que as haviam repelido. Em resumo, jamais o Espiritismo aconselhou a mudança de religião, nem o sacrifício de suas crenças; não pertence particularmente a nenhuma religião, ou, melhor dizendo, está em todas elas”
KARDEC, Allan: “Discurso do Sr. Allan Kardec”. A Revista Espírita. Jornal de Estudos Psicológicos. Ano IV, Outubro de 1861. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. 2. Ed. Rio de Janeiro: FEB, 2004. p. 438.
# Pergunta: Pode-se esperar o estabelecimento de uma religião universal? Resp. – Não; não no nosso planeta, ou, pelo menos, não antes que tenha feito progressos. Por enquanto, milhares e milhares de gerações ainda não o verão.
KARDEC, Allan: “A lei de Moisés e a lei do Cristo”. A Revista Espírita. Jornal de Estudos Psicológicos. Ano IV, março de 1861. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. 2. Ed. Rio de Janeiro: FEB, 2004. p. 144-5.
# O Espiritismo é uma opinião, uma crença; mesmo que fosse uma religião, por que não se teria a liberdade de dizer que se é espírita, como se tem a de dizer que se é católico, judeu ou protestante, partidário desta ou daquela doutrina filosófica, deste ou daquele sistema econômico?
Kardec, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo. Capítulo XXVIII, Preces Espíritas, item 51, Prefácio. Tradução Albertina Escudeiro Sêco. 1. Ed. Rio de Janeiro: CELD, 2008. p. 280.
# “Deixemos, pois, que os zombeteiros riam à vontade, visto ser isso que lhes apraz; fá-lo-ão à custa do espírito. Riem bastante da religião: por que não haveriam de rir do Espiritismo, que é apenas uma ciência?”
KARDEC, Allan: ”Diatribe”. A Revista Espírita. Jornal de Estudos Psicológicos. Ano II, março de 1859. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. 3. Ed. Rio de Janeiro: FEB, 2009. p. 102.
# “Intitulais vosso artigo: “Uma nova religião em Paris”. Admitindo que tal fosse, com efeito, o caráter do Espiritismo, aí haveria um primeiro erro, considerando-se que ele está longe de circunscrever-se a Paris. Conta milhões de aderentes espalhados nas cinco partes do mundo e Paris não foi o foco primitivo. Em segundo lugar, o Espiritismo é uma religião? Fácil é demonstrar o contrário”.
KARDEC, Allan: ”Refutação de um Artigo do ‘Univers’. A Revista Espírita. Jornal de Estudos Psicológicos. Ano II, maio de 1859. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. 3. Ed. Rio de Janeiro: FEB, 2009. p. 205.
# "Quereis a todo custo que o Espiritismo seja uma seita, quando ele não aspira senão ao título de ciência moral e filosófica, respeitando todas as crenças sinceras”.
KARDEC, Allan: “A ‘Bibliografia Católica’ Contra o Espiritismo”. A Revista Espírita. Jornal de Estudos Psicológicos. Ano IV, janeiro de 1861. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. 2. Ed. Rio de Janeiro: FEB, 2004. p. 31.
# “O Espiritismo, sendo independente de qualquer forma de culto, não prescrevendo nenhum deles, não se ocupando de dogmas particulares, não é uma religião especial, pois não tem nem seus padres nem seus templos”.
Kardec, Allan. O Espiritismo em sua Expressão Mais Simples e Outros Opúsculos de Kardec. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. Rio de Janeiro: FEB, 2006. p. 36.
# “O Espiritismo vem, por sua vez, não como uma religião, mas como doutrina filosófica, trazer a sua teoria, apoiada no fato das manifestações”.
KARDEC, Allan: “Conseqüências da Doutrina da Reencarnação sobre a Propagação do Espiritismo”. A Revista Espírita. Jornal de Estudos Psicológicos. Ano V, abril de 1862. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. 3. Ed. Rio de Janeiro: FEB, 2006. p. 154.
# “Se o Espiritismo tem meios de dissipar dúvidas que a religião é incapaz de destruir, é porque oferece recursos que a religião não possui, pois, do contrário, não haveria um só incrédulo na religião católica”.
KARDEC, Allan: “Segunda Carta ao Padre Marouzeau”. A Revista Espírita. Jornal de Estudos Psicológicos. Ano VI, setembro de 1863. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. 3. Ed. Rio de Janeiro: FEB, 2006. p. 375.
# “Quem primeiro proclamou que o Espiritismo era uma religião nova, com seu culto e seus sacerdotes, senão o clero? Onde se viu, até agora, o culto e os sacerdotes do Espiritismo? Se algum dia tornar-se uma religião, é o clero que o terá provocado”.
KARDEC, Allan: “Reclamação do Abade Barricand”. A Revista Espírita. Jornal de Estudos Psicológicos. Ano VII, julho de 1864. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. 2. Ed. Rio de Janeiro: FEB, 2004. p. 270.
# “Nas reuniões espíritas, a prece predispõe ao recolhimento, à gravidade, condição indispensável, como se sabe, para as comunicações sérias. Significa dizer que devem ser transformadas em assembleias religiosas? Absolutamente. O sentimento religioso não é sinônimo de sectário de uma religião; deve-se mesmo evitar o que poderia dar às reuniões este último caráter. É com esse objetivo que temos desaprovado constantemente as preces e os símbolos litúrgicos de um culto qualquer. Não se deve esquecer que o Espiritismo tem em vista a aproximação das diversas comunhões;”
KARDEC, Allan: “Considerações Sobre a Prece no Espiritismo”. A Revista Espírita. Jornal de Estudos Psicológicos. Ano IX, janeiro de 1866. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. 2. Ed. Rio de Janeiro: FEB, 2005. p. 21.
# “O Espiritismo é uma doutrina filosófica de efeitos religiosos, como qualquer filosofia espiritualista, pelo que forçosamente vai ter às bases fundamentais de todas as religiões: Deus, a alma e a vida futura. Mas, não é uma religião constituída, visto que não tem culto, nem rito, nem templos e que, entre os seus adeptos, nenhum tomou, nem recebeu o título de sacerdote ou de sumo-sacerdote. Estes qualificativos são de pura invenção da crítica”.
KARDEC, Allan: “Ligeira Resposta aos Detratores do Espiritismo”. A Revista Espírita. Jornal de Estudos Psicológicos. Ano XII, setembro de 1869. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. 1. Ed. Rio de Janeiro: FEB, 2005. p. 359.
# “O Espiritismo é uma doutrina moral que fortalece os sentimentos religiosos em geral e se aplica a todas as religiões; é de todas, e não pertence a nenhuma em particular. Por isso não aconselha a ninguém que mude de religião”.
KARDEC, Allan: “Resposta dirigida aos Espíritas Lioneses por ocasião do Ano-Novo”. A Revista Espírita. Jornal de Estudos Psicológicos. Ano V, fevereiro de 1862. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. 3. Ed. Rio de Janeiro: FEB, 2006. p. 63.
# “Porque, meus Senhores, o Espiritismo não é uma religião, mas uma ciência, da qual apenas conhecemos o abecê”.
Flammarion, Camille: “O Espiritismo e a Ciência”. A Revista Espírita. Jornal de Estudos Psicológicos. Ano XII, maio de 1869. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. 1. Ed. Rio de Janeiro: FEB, 2005. p. 199.
# “A solução desta questão não toca apenas de maneira acessória o Espiritismo, que não deve preocupar-se com dogmas particulares de tal ou qual religião. Simples doutrina filosófica, não se apresenta como campeão, nem como adversário sistemático de nenhum culto, deixando a cada um a sua crença”.
KARDEC, Allan: “Caráter da Revelação Espírita”. A Revista Espírita. Jornal de Estudos Psicológicos. Ano X, setembro de 1867. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. 1. Ed. Rio de Janeiro: FEB, 2005. p. 377.

ENCICLOPÉDIA DA BÍBLIA, organizada por John Drane


Caros amigos.

Gostaria de recomendar a excelente Enciclopédia da Bíblia, organizada por John Drane, que poderá ser encontrada nas grandes livrarias, como as Livraria Saraiva e da Travessa, por exemplo.

No entanto, vocês poderão Consultar e ler a Enciclopédia da Bíblia aqui mesmo no blog!

A imagem abaixo não é apenas uma figura, mas sim uma janela para acessar essaa Enciclopédia, que está hospedada no "Google Livros".

Bastar clicar na barra de rolagem ("setinhas") da figura abaixo, e as páginas do livro se abrirão para leitura.

Caso a janela apareça "em branco", clique em "conteúdo", no topo dessa figura, e a enciclopédia será carregada no blog novamente.





Bons estudos, fraternal abraço, Fabiano


***

Dúvidas, críticas e sugestões?

Dúvidas, críticas e sugestões?
Mande um e-mail para mim, clicando no link abaixo

Seguidores do Site (clique em "seguir" para ser informado sobre novas postagens no blog)

Visualizações do blog desde julho/2010